Bibliotecário: portador da informação

No último dia 12, celebramos o Dia do Bibliotecário e para comemorar, fizemos uma pesquisa sobre essa profissão antiga, existente há séculos.

Desde a descoberta da escrita, o homem registra seu conhecimento e precisa que ele seja preservado com zelo. Com a evolução, os métodos de cuidado, assim como os materiais utilizados para guardar as informações, foram ampliados. 

Dos papyrus ao papel reciclável, ou mesmo em dados nos computadores, bibliotecas e acervos por todo o mundo guardam a ciência e pensamento humanos e é mais do que necessário que exista um profissional responsável pela manutenção dessas informações. 

É o portador da informação em vários meios, resiliente e adaptável às mudanças, inovações e ampliações que o trabalho exige. Engana-se quem pensa que um bibliotecário apenas cuida de livros. 

Separamos algumas das tarefas que um profissional de Biblioteconomia exerce:

Sem contar o bibliotecário que administra locais, como os supracitados.

Existe uma grande gama de funções a um bibliotecário, assim como especializações que possibilitam ao profissional se especificar, ainda mais, no assunto que lhe interessa. 

Analisa informações para classificar e organizar documentos, facilitando o trabalho posterior de pesquisadores, funcionários ou qualquer um que necessite de informações.

Coordena e gerencia acervos de instituições públicas ou privadas, e não apenas bibliotecas, mas em bancos de dados, documentos, centros culturais, centros de pesquisa, entre outros.

Monta banco de dados para facilitar a manutenção de informações em instituições.

Coordena atividades relacionadas a educação, seja escolar ou universitária, colaborando com eventos, oficinas, palestras e muito mais.

Restaura livros e documentos antigos, preservando não apenas a memória, mas a relevância contextual daquele objeto.

Desenvolve sistemas ou trabalham com acervos virtuais, para democratizar, ainda mais, o conhecimento que muitas vezes se encontra distante ou inacessível.

Sem contar o bibliotecário que administra locais, como os supracitados.

Existe uma grande gama de funções a um bibliotecário, assim como especializações que possibilitam ao profissional se especificar, ainda mais, no assunto que lhe interessa. 

 

"O nosso desejo é poder suprir as necessidades dos usuários, auxiliando na busca de melhores resultados, fontes confiáveis e otimização do tempo, afinal, uma das leis de Ranganathan, pensador indiano que elaborou 5 leis fundamentais para a área, é justamente essa: poupe o tempo do leitor. O bibliotecário é um agente incentivador da leitura, um intermediário da cultura e um aprendiz eterno."

Ethiane Rodrigues de Oliveira - Bibliotecária

 

« Voltar ao Mais Claretiano

Comente essa postagem

Obs: Seu comentário será exibido quando for aprovado.

Comentarios (0):

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro a comentar.

« Voltar ao Mais Claretiano

sobre o blog

Blog oficial das campanhas de graduação e pós-graduação do Claretiano contendo as melhores dicas e notícias para você se dar bem em sua trajetória profissional.

categorias

Janeiro - 2015