Os erros mais comuns da Língua Portuguesa

É preciso sempre estarmos atentos aos erros gramaticais, porque escrever corretamente é fundamental em qualquer circunstância. Diante disso separamos aqui os erros de português mais comuns para que você possa evitá-los.

Diferenças entre os sentidos das palavras:
São palavras que não estão erradas em nenhuma das duas formas, mas isso depende do contexto em que são inseridas.

 • Mas | Mais
Ex. incorreto: Queria ter ido à festa, mais minha mãe não deixou. ✗
Ex. incorreto: Hoje tomei mas água que o normal. ✗

 → O “masé usado quando a ideia da primeira frase é de oposição à primeira.
Ex: Eu gosto do azul, mas prefiro o branco. ✓
Ex: Gostaria de ir à festa, mas minha mãe não deixou. ✓

→ Já o “mais” é usado para indicar adição.

Ex: Eu deveria ter estudado mais. ✓
Ex: Quanto mais esforço, melhor. ✓

• Agente | A gente
Ex. incorreto: Agente entregou o trabalho essa semana. ✗
Ex. incorreto: Quero ser um a gente econômico. ✗

→ “Agente” escrito junto se refere a profissão de alguém.
Ex: Me contaram que ele é agente do FBI. ✓
Ex: Vou trabalhar como agente de viagens. ✓

→ “A gente” separado é a mesma coisa que “nós”, porém conjugada no singular.
Ex: A gente vai almoçar no shopping hoje, quer ir junto? ✓
Ex: Queria que você tivesse ido com a gente. ✓

• Mau | mal
Ex. incorreto: Ele parece ser um homem mal. ✗
Ex. incorreto: Ela é uma pessoa de mau com a vida. ✗

→ Nesse caso o uso correto vai depender do antônimo da palavra:

BOM – MAU
Ex: Hoje ela está de mau humor. ✓
Ex: Isso foi um mau começo. ✓

BEM – MAL
Ex: Estava me sentindo muito mal ontem. ✓
Ex: Me dei mal no meu primeiro dia de trabalho. ✓

• Meia | meio
Ex. incorreto: Estou meia chateada. ✗
Ex. incorreto: Já é meio dia e meio. ✗

→ Quando a palavra “meio” for utilizada no sentido de “mais ou menos ou um pouco, ela é invariável.
Ex: A garrafa está meio cheia. ✓
Ex: Minha piscina está meio vazia. ✓

→ Quando se referir à “metade”, a palavra “meio” concorda com o termo. (Hora – substantivo feminino. Copo – substantivo masculino)
Ex: O sinal da escola bate ao meio dia e meia. ✓
Ex: Achei meio copo com água na cozinha. ✓

• Mim | Eu
Ex. incorreto: Tem muita coisa pra mim fazer hoje. ✗
Ex. incorreto: Meu pai pediu pra mim comprar pão. ✗

→ Muitas pessoas associam a palavra “mim” à alguma ação, mas sempre que acontecer essa situação, o uso correto é o pronome “eu”.
Ex: Minha mãe pediu para eu lavar a louça. ✓
Ex: Vou comprar livros para eu estudar. ✓

→ Diferente de “eu”, a palavra “mim” não conjuga verbo e vem sempre depois de uma preposição (para, de, por).
Ex: Traga um pedaço de bolo para mim. ✓
Ex: Você faria isso por mim? ✓

• Bastante | Bastantes
Ex. incorreto: Ela tem bastante amigos. ✗
Ex. incorreto: Já tenho bastantes dinheiro. ✗

→ A expressão “bastante” pode significar “muito” ou “suficiente. Para saber sua variável (singular ou plural) é só trocá-la por essas palavras.
Ex: Já vi esse filme bastantes vezes. ✓ (muitas vezes)
Ex: Compramos bastantes roupas. ✓ (muitas roupas)
Ex: Tinha bastante gente na fila. ✓ (muita gente)
Ex: Eles já comeram o bastante. ✓ (o suficiente)

• Faz | Fazem
Ex. incorreto: Fazem 2 dias que não como carne.✗
Ex. incorreto: Nas primeiras horas do dia fazem muito calor. ✗

→ Sempre que o verbo “fazer” significar tempo decorrido ou fenômeno atmosférico, a conjugação deve permanecer no singular.
Ex: Faz 7 anos que me formei na faculdade.✓
Ex: Durante o verão faz muito calor. ✓

→ Com exceção da regra anterior, o verbo “fazer” pode ser conjugado no plural normalmente.
Ex: Eles fazem o mesmo curso. ✓
Ex: Minhas irmãs fazem ginástica. ✓

 Palavras escritas ou faladas incorretamente:
Aqui são palavras que não possuem dois sentidos, e sim que não estão em sua forma correta.

• Derrepente
A expressão remete ao significado de “repentinamente”, sendo assim, ao se conectar com a preposição “de” não existe uma junção das palavras. O correto é: de repente.

• Concerteza
A mesma estratégia usada para o “de repente” acontece aqui. “Certeza” é uma palavra independente, ela apenas se conecta com a preposição “com”. Diante disso, a expressão correta é: com certeza.

• Poblema ou Pobrema
Esse é um dos erros mais comuns cometidos na língua portuguesa. O correto é: problema.

• Menas
A palavra “menos” é invariável mesmo que a concepção da palavra seguinte seja no plural, singular, feminino ou masculino. Então, é correto dizer: menos água, menos gente, menos cartas, e assim por diante.

• Seje | Esteje
Nenhuma dessas duas palavras existem. A conjugação correta do verbo ser é seja e do verbo estar é esteja.

• Beneficiente
Muitos desconhecem, mas a forma correta dessa palavra é: beneficente; sem o “i”. O mesmo vale para a palavra beneficência.

 

 

« Voltar ao Mais Claretiano

Comente essa postagem

Obs: Seu comentário será exibido quando for aprovado.

Comentarios (0):

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro a comentar.

« Voltar ao Mais Claretiano

sobre o blog

Blog oficial das campanhas de graduação e pós-graduação do Claretiano contendo as melhores dicas e notícias para você se dar bem em sua trajetória profissional.

categorias

Janeiro - 2015