O surgimento do Dia das Mães

No próximo domingo, comemoramos um dia especial, o Dia das Mães e você sabe como ela surgiu?

As comemorações mais antiga foi na Grécia, quando na primavera festejavam em honra a Mãe dos Deuses, Rhea.

Nos Estados Unidos, as comemorações começaram com iniciativa de uma ativista, Anna Maria Jarvis, que fundou o Mother’s Day Works Clubs, com a intenção de que a mortalidade de crianças em famílias de trabalhadores fosse reduzida. Anna havia perdido a mãe em 1907 e, por isso, iniciou uma campanha para que este dia fosse reconhecido no mundo todo. Idealizou outras datas relacionadas às mães e, em 1914, a data foi formalizada em todo o país.

No Brasil, a data foi oficializada em 1932, pelo presidente Getúlio Vargas, aceitando o pedido das feministas da Federação Brasileira pelo Progresso Feminino, que intencionavam valorizar a importância das mulheres na sociedade. A data se tornou parte do calendário católico em 1947. 

Em outras localidades, como em Portugal, a data é celebrada pela igreja, em particular pela aparição de Nossa Senhora de Fátima, uma das invocações marianas da Virgem Maria. 

A comemoração, celebrada no segundo domingo do mês de maio aqui no Brasil, é realizada em outras datas, nos outros países, mas o intuito é sempre o mesmo, homenagear e querer bem essas mulheres que tanto fizeram e fazem por cada um de nós.

Feliz Dia das Mães!

 

« Voltar ao Mais Claretiano

Comente essa postagem

Obs: Seu comentário será exibido quando for aprovado.

Comentarios (0):

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro a comentar.

« Voltar ao Mais Claretiano

sobre o blog

Blog oficial das campanhas de graduação e pós-graduação do Claretiano contendo as melhores dicas e notícias para você se dar bem em sua trajetória profissional.

categorias

Janeiro - 2015